segunda-feira, 16 de julho de 2018

JESUS ESCOLHE DOZE DISCÍPULOS


JESUS ESCOLHE DOZE DISCÍPULOS

Alvo da Mensagem

Ajudar cada criança a reconhecer que Deus tem um plano para sua vida, mostrando-lhe que ela deve escolher seguir esse plano.

Escrituras

Mateus 4:18-22; 9:9-13; 10:1-4; Marcos 1:16-20; 2:13-17; 3:13-19; Lucas 5:27-32; 6:12-16; João 1:35-51; 14:1-26.

Visuais

Versículo para memorizar

"Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros, e vos designei para que vades e deis frutos..." (João 15:16).

Ensinando o Versículo

Jesus disse; "eu vos escolhi... e vos designei". Ele estava dizendo que escolheu cada um individualmente porque tinha um plano e um trabalho especial para cada pessoa fazer. “...para que vades e deis frutos..."

O que Jesus quer dizer é que cada um deverá falar a respeito do Salvador, compartilhando com os demais (amigos da rua ou apartamento onde moram; colegas da escola) o que sabem do Senhor Jesus e o que estão aprendendo ao estudar a Palavra de Deus.

Introdução

Vamos imaginar agora que um técnico que está escolhendo seu time para jogar numa competição internacional de futebol. Que tipo de jogadores vai incluir na seleção? Sim, aqueles que jogam muito bem. Não serão escolhidos aqueles que não sabem chutar a bola na direção certa, ou não têm capacidade para correr bem depressa. Agora, vamos pensar... Que tipo de homens o Senhor Jesus iria escolher para o Seu trabalho? Deviam ser homens muito inteligentes? Homens que sabiam fazer coisas importantes? Ricos? Bonitos? Muito simpáticos?

Mensagem

Vou pegar como base o texto de Lucas 6:12-16

No v.12 diz que: “...e passou a noite orando a Deus”

(Coloque a Figura)

Jesus passou a noite toda orando a Deus antes de escolher os doze. Jesus já começa a nos ensinar que não devemos agir pelos nossos impulsos de independência de Deus! Pelo contrario devemos buscar a Deus sempre em todos os momentos.

Ex.: devemos orar antes de fazer uma prova na escola, pedindo ajudar a Deus para lembrarmos do que estudamos.

vv.13 – Jesus escolhe 12 dentre os seus seguidores e os chama de apóstolos.

v. 14 - O primeiro discípulo foi Simão que o chamou de Pedro (1) “Simão”, o segundo foi e André (2) o seu irmão. Jesus os conheceu num dia que fazia uma caminha pelo mar da Galiléia, viu o irmão quando eles estavam pescando, lançando as redes (Mateus 4:18-19) e lhes disse "Pedro, André, sigam-Me, e Eu os farei
pescadores de homens" Os dois irmãos olharam para Jesus, deixaram suas redes dentro do barco e seguiram o Senhor O Senhor Jesus. Eles agora seriam pescadores de homens - iriam trazer homens, mulheres, meninos e meninas ao Senhor Jesus. Tornaram-se os primeiros discípulos.

Você pode ser um pescador de homens como Pedro e André, falando aos seus amigos a respeito do Senhor Jesus. Convidando-os para vir junto à Escola Dominical, onde poderão aprender da Palavra de Deus, a Bíblia.

v.14 O terceiro discípulo que Jesus chamou foi Tiago (3) e o quarto foi João (4) eles também eram pescadores e estavam concertado as redes com seu pai “Zebedeu” e atenderam ao chamando de Jesus imediatamente (Mateus 4:21-22).

Esses dois irmãos Jesus os chamavam de
“Filhos do Trovão”

Tiago gostava de ser o primeiro. Talvez ficasse aborrecido quando não conseguia tudo que queria. Sempre que ele pretendia fazer uma coisa, queria acabar, logo. Mas, às vezes, outras pessoas o impediam de fazer o que queria.

Se Tiago quisesse ser discípulo de Jesus, teria de aprender a confiar em Jesus para ter a vitória sobre a raiva.

João também tinha um gênio forte, mas, logo que começou a seguir a Jesus, foi se modificando. Ele chegou a ser uma pessoa meiga e bondosa. João confiava na Palavra de Deus e não duvidava das decisões do Senhor Jesus. Mais tarde foi conhecido como "o discípulo a quem Jesus amava" (João 13:23; 19:26), também é o autor do Evangelho Segundo João, das Epístolas de I, II e III João e do Livro de Apocalipse.

v.14, O quinto discípulo que Jesus escolheu foi Filipe (5) e o sexto foi Bartolomeu (6). Em (João 1:43) diz que Jesus caminhando pela Galiléia encontrou Filipe e disse segue-me, ele era da mesma cidade de Pedro e André possivelmente já se conheciam.

Filipe estava contente e falou de Jesus para seu amigo Bartolomeu “Natanael” (João 1:46-48) que também decidiu seguir a Jesus.




v.15, o sétimo discípulo que Jesus escolheu foi Mateus (7) “Levi”, era cobrador de impostos do governo romano e os judeus não gostavam e não queriam ser seus amigos e possivelmente, Mateus devia ser um homem muito solitário. Então Jesus, disse ao cobrador de impostos: "Segue-me" e Mateus O seguiu.

Sabem o que ele logo fez? Ofereceu um banquete a Jesus em sua casa e apresentou-O aos outros convidados. Logo depois, deixou seu lar e seu emprego para seguir o Senhor Jesus. Era o sétimo discípulo.

Mateus depois se tornou o autor do Evangelho Segundo Mateus (o primeiro livro do Novo Testamento)

v. 15, o oitavo discípulo que Jesus escolheu foi Tomé (8) era.

Você já" teve dúvidas a respeito de alguma coisa que alguém lhe dissesse?

Tomé é conhecido como um homem que duvidava. No dia em que o Senhor Jesus morreu na cruz, entregando Sua vida e Seu sangue pelos nossos pecados, Tomé com certeza estava por perto. E, quando o corpo do Senhor Jesus tinha sido colocado num túmulo por alguns amigos, Tomé estava muito triste mesmo!

Três dias depois, o Senhor Jesus ressuscitou dos mortos e apareceu aos discípulos, que estavam todos reunidos, menos Tomé.

Quando Tomé ouviu esta notícia, achou difícil acreditar nela. E quando o Senhor Jesus voltou novamente, Tomé O viu e acreditou. Todas as suas dúvidas desapareceram! Ele queria contar para todo mundo que Jesus estava vivo.

v.15, o novo discípulo foi Tiago (9) “Tadeu” filho de Alfeu. Você sabe o que crê a respeito do Senhor Jesus? Tiago nem sempre entendia tudo, mas permanecia fiel, fazendo o trabalho que deveria fazer.



v.15, o décimo discípulo chamava-se Simão (10), o Zelote, ele ficou conhecido assim por que tinha o mesmo nome de Pedro também conhecido por sua fidelidade e zelo em relação a Jesus Cristo.


v.16, o décimo primeiro discípulo chamava-se Judas (11) “Tadeu”, filho de Tiago, pouco se sabe a respeito dele na Bíblia.





v.16, o décimo segundo discípulo chamava-se de Judas Iscariotes (12), o único dos apóstolos que não era da Galiléia, ele vinha da região da Judéia. Judas foi escolhido pelos outros discípulos para ser tesoureiro e cuidar do dinheiro do grupo inteiro. Ele estava presente, ouvindo os ensinamentos do Senhor Jesus, durante três anos, junto com os outros discípulos. Mas Judas, não sabemos porque, tomou a decisão de trair o Senhor Jesus, voltando-se contra Ele. Não sabemos a sua razão. Mas uma coisa sabemos: Judas tomou uma decisão muito errada.

OS Doze Discípulos foram escolhidos pelo Senhor Jesus. Você notou como eram diferentes uns dos outros? Alguns eram homens muito simples; outros eram líderes. Uns tinham gênio forte; outros eram fechados, pensando muito antes de falar ou fazer alguma coisa.

Nenhum dos doze era perfeito, como era o Salvador que os escolheu. Todos eles tinham pontos fracos. O Senhor Jesus conhecia suas fraquezas. Mas, olhando para eles, Ele sabia o que podia fazer por eles e como poderia também usá-los no Seu trabalho.

Cada um deles tinha de crer em Jesus, em primeiro lugar, como o Filho de Deus que tinha poder para perdoar seus pecados. Depois, conforme eles se tornaram discípulos do Senhor Jesus, obedecendo-Lhe, Ele mudou suas vidas. E Ele os usou para ensinar e treinar outras pessoas.

Pensando nos doze homens escolhidos pelo Senhor Jesus, será que você notou qualquer semelhança com você em algum deles?

Talvez Deus queira que você seja um Missionário ou Missionária, indo com o Evangelho para outro país.

Um Pastor.

Um músico que vai compor lindas músicas para louvar o Senhor.

Deus está ensinando a você através dessa mensagem de hoje e lhe preparando-o para o trabalho especial que Ele já planejou.

Concluindo a Mensagem

Mas para você fazer parte de time de Deus, é preciso reconhecer que você é pecador e precisa de ter Jesus Cristo como o Seu Salvador pessoal. (João 1:12)

Quem quer também seguir a Jesus?

Apelo
Oração

domingo, 15 de julho de 2018

ATIVIDADES - TESOURO ESCONDIDO













sexta-feira, 18 de maio de 2018

C T L I



sábado, 3 de março de 2018

BOLETIM INFORMATIVO - FEVEREIRO/2018


terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Música - João 3:16






João 3:16
Ministério força e vitória

Não dá pra imaginar tanta dor
Tudo Ele sofreu, foi por amor
Por mim, por você, por mim, por você!

Não dá pra imaginar tanta dor
Tudo Ele sofreu, foi por amor
Por mim, por você, por mim, por você!

Porque Deus amou o mundo
De tal maneira que enviou seu único Filho
Para que todo que nele crê
Não pereça, mas tenha a vida eterna
Mas tenha a vida eterna





BOLETIM INFORMATIVO - JANEIRO/2018



terça-feira, 26 de dezembro de 2017

PROGRAMA ESPECIAL – ANO NOVO VIDA NOVA

PROGRAMA ESPECIAL
Revista Visão Missionária – IV Trimestre – Ano 1996
(União Feminina Missionária Batista do Brasil – UFMBB)


Ano Novo Vida Nova

Personagens: Sr. Lucas, dona Marta, filha Gisely, vestidas com roupas extravagantes; Rebeca, vestida decentemente, Silas, um júnior; Sara, moça simpática, voz oculta.

Cenário: sala com mesa, algumas cadeiras e almofadas.

Voz oculta — Mais um ano chega ao fim, e como a maioria das pessoas fazem um balanço do que fez ou que deixou de fazer durante o ano, a família Alvarenga não é muito diferente.

Vamos ver ao vivo o que acontece com essa família neste dia do ano.

Sr. Lucas — (Entra com ar desanimado, vestido modestamente segurando uma pasta).

— Boa noite, Marta, como foi o seu último dia do ano? (antes que ela responda, ele continua) Ufa! Ainda bem que este ano chegou ao fim. Ano horrível este, viu? Mas também todos os outros são iguais. Trabalho, trabalho, me acabo e não consigo ficar rico. Entra ano, sai ano, e tudo continua na mesma, não muda nada. Ainda bem que amanhã é ano novo e nasce uma nova esperança.

D. Marta — (com avental, lenço amarrado na cabeça, responde irritada).

— Tá reclamando do que? Você sai cedinho e só volta à noite, encontra a comida pronta, roupa limpa, cama arrumada, não se preocupa com nada…

Eu é que me acabo correndo de lá para cá. Nunca tenho tempo de sair, até para ir à Igreja não tenho tempo.

Este ano eu planejei ler a Bíblia toda, não faltar aos cultos, ser dizimista, mas não pude cumprir nada. Mas Deus está vendo que eu ando muito ocupada e não tenho tempo, sei que Ele me perdoa.

Filha Gisely — (vestida com roupas extravagantes, ar displicente, entra enquanto o casal está conversando, senta-se nas almofadas e fica folheando uma revista. Quando dona Marta se cala, ela levanta-se falando):

Deixem de desculpas, vocês são uns crentes muito errados, não estão com nada, são uns hipócritas, isso sim. Ser crentes como vocês, Deus me livre. Prefiro ficar como estou.

Dificilmente vão à igreja, nunca ouvi a notícia de um culto doméstico nesta casa. Nunca se importaram com a vida espiritual dos seus filhos, nunca nos incentivou a irmos à igreja.

Quando Cristo voltar, quero ver com que cara vocês vão ficar.

E tem mais: se eu morrer e for para o inferno, a culpa é de vocês dois, que nunca se preocuparam com o estado miserável que eu vivo.

Sempre fiz tudo que desejo, nunca me alertaram para os perigos que o mundo oferece. E hoje sou uma infeliz, com a vida arruinada, completamente arruinada (sai da sala chorando).

Sr. Lucas — (segue Gisely até a porta e volta atordoado, interrogando dona Marta) Você ouviu, Marta, o que Gisely falou na nossa cara? Ela não nos respeita mais.

D. Marta — Sim, Lucas ouvi. É triste, mas é a pura verdade o que ela está dizendo... nós temos negligenciado muito com a nossa vida cristã.

Silas —  (um júnior ou adolescente, vestido com camisa e short, entra correndo com uma bola na mão, assim que Sr. Lucas sai da sala.

D. Marta — Onde você estava, Silas? Passou a tarde toda na rua, e vem chegando uma hora desta?

Silas — (Fazendo gozação) Eu estava jogando bola, minha velha, não está vendo?

Sr. Lucas — Vá tomar banho, hoje é noite de vigília, vamos esperar o ano novo na igreja para ver se no próximo, as coisas melhoram.

Silas — Eu vou fazer o que na Igreja, pai? Não perdi nada lá. Eu vou para o aniversário do Beto, vai ser uma festinha legal. (Sai batendo a bola no chão).

(Marido e mulher se olham tristemente)

Sr. Lucas —  (levantando-se da cadeira) — Vou tomar um banho, para ver se consigo ir à igreja.

D. Marta — Eu vou esquentar o jantar (sai).

(Entra Rebeca, moça de boa aparência, bem vestida, senta-se na cadeira, abre a Bíblia e fica lendo por alguns minutos. Fecha a Bíblia, boceja, levanta-se espreguiçando-se e começa a falar)

Rebeca — É o último dia do ano e não consegui ler a Bíblia toda, não sei por que todas as vezes que vou ler a Bíblia me dá um sono...

O que é que eu posso fazer? Mas, pensando bem, não faltei a nenhum culto, entreguei meu dízimo todos os meses, orei diariamente...

Acho que fiz tudo que um crente deve fazer.

(Senta-se novamente e começa a folheara Bíblia. Quando percebe a voz oculta, levanta-se assustada e começa a ouvir atentamente):

Voz Oculta — (que pode ser de moça ou rapaz que tenha boa dicção)

Realmente fizeste tudo que devias fazer, entretanto, fizestes tudo errado. Leste a Bíblia, mas não meditaste nem um pouco nas minhas palavras. Não deste ouvido a nenhum dos meus conselhos que leste nas páginas das Sagradas Escrituras. Realmente não faltaste a nenhum culto, mas antes não tivesses ido. Lembre-se de que durante todo o culto você só conversava, ficava cochichando, sorrindo. olhando para trás, levantava-se toda hora, entrando e saindo, abrindo a Bíblia ou outro livro qualquer, quebrando a reverência do culto e impedindo a presença do Espírito Santo de Deus. Não deste testemunho de cristã em nenhum dia do ano.
Quantas vezes deixaste de ler a Bíblia Sagrada para ler livros e revistas pornográficas ou perdendo teu tempo com coisas que não lhe edificavam espiritualmente, que só servem para apodrecer a alma, deturpar tua mente e te conduzir ao inferno.

Disseste ter entregue o dízimo. Tens coragem de confessar isso diante de Deus? Porque na verdade roubaste do Senhor todos os dias do ano. O que você entregava era apenas o que lhe sobrava depois que pagavas os teus compromissos. Esqueceste que Deus tudo vê, tudo sabe?

Em tudo durante este ano agiste com infidelidade diante de Deus, teu Senhor. Em tudo envergonhaste teu Senhor, serva inútil e infiel.

Não tragas mais ofertas debalde, as vossas solenidades as aborrecem a minha alma. Já me são pesadas, já estou cansado de as sofrer. Pelo que quando estendes as tuas mãos, escondo de vós os meus olhos. Levanta-te, purifica-te, tira a maldade de teus atos de diante de meus olhos: Aprende a fazer o que é bom: pratica o que é reto.

Rebeca — (Chorando) Não, não. Perdão, Senhor, como pude ser tão má? Pensei que estava agindo como uma verdadeira cristã. Pensei que estava agradando ao meu Senhor, entretanto, todas as minhas obras foram rejeitadas.

(Ajoelhando-se) Perdão! Perdão, Senhor. De hoje em diante darei ouvidos as tuas palavras, e serei uma crente fiel.

(Levanta-se e dirige-se para o Sr. Marcos e dona Marta. que vão entrando).

Papai, mamãe, vamos todos à igreja. Neste ano que se inicia, vamos procurar ser fiéis ao nosso Deus.

Sr. Marcos — (abraçando Rebeca) Sim, minha filha, vamos ser fiéis. Ano novo, vida nova. Vamos procurar ter uma vida reta diante de nosso Senhor.

Gisely — (Entra e fica à parte, observando com muito interesse os personagens)
D. Marta — Vou aprender a ser fiel com o tempo, e encontrar tempo para lera minha Bíblia, participar dos cultos, ser uma sócia ativa da MCA[1] zelar pela vida espiritual dos meus filhos.

Silas —  (que deve estar sentado na mesa observando a conversa, levanta-se abraçando os pais e fala).

Irei todos os domingos a escola dominical com vocês, vou procurar ser uma criança obediente como foi o menino Jesus.

Gisely — (Sorridente, dirigindo-se ao grupo).

Estou emocionada com o voto de consagração de minha família. E eu não quero ficar de fora como uma filha rebelde. Este ano eu também quero ter uma vida nova.

Quero aceitar a Jesus Cristo como o meu Salvador pessoal. Quero dedicar a minha vida ao Senhor, pois o mundo não tem nada para me oferecer, lá só encontrei alegria momentânea e passageira, que quando passa deixa um vazio na alma. Tudo que o mundo oferece é ilusão. Entendi que felicidade verdadeira e duradoura só Jesus Cristo pode dar.

Sou tão jovem para destruir minha vida com vícios. De hoje em diante a minha vida pertence a Jesus.

— (Toda a família sorridente abraça Gisely, em seguida ela volta-se para o público e fala):

E você meu amigo, não queres também começar o ano novo com uma vida nova? Aceita pois Jesus Cristo, e enquanto neste mundo viveres, serás feliz. E quando morreres, irás reinar eternamente com ele no céu, aquele lindo país.

Sr. Marcos — Estou muito feliz por tudo isso que está acontecendo com minha família. Só nos resta agradecer a Deus por todas estas bênçãos recebidas.

Todos dão as mãos, o Sr. Marcos ora agradecendo e ajoelhados cantam o corinho "Quero Ser um Vaso Novo". Quando vão se levantando batem à porta e D. Marta vai atender.

Sara — (Que deve estar com uma Bíblia) Boa noite, D. Marta, a Rebeca está?

D. Marta — Boa noite, querida, como está você? A Rebeca está sim, vamos entrando.

Sara —  Estou indo para a igreja participar do culto de vigília, e resolvi passar aqui para ir com vocês.

Está noite temos oportunidade de agradecer a Deus pelas bênçãos recebidas durante o ano inteiro. Faço minhas as palavras do salmista:
Que darei ao Senhor por todos os benefícios que me tem feito?

Agradecer pela vida, pela saúde, pelo teto, pela alimentação, pela família... Por tudo isso, sinto-me grata ao bom Deus. É maravilhoso ter a vida na presença do Senhor (abra a Bíblia) gosto muito do Salmo 90, versículo 12:

"Ensina-nos a contar os nosso dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios".

D. Marta — Realmente, Sara, é maravilhoso fazer a vontade de Deus. Confesso que estava desprezando minha vida espiritual, mas de hoje em diante serei fiel ao meu Senhor.

(Todos ajoelham-se e cantam à meia voz o corinho "Quero Ser um Vaso Novo").

Ficam todos de frente para o auditório, virando-se um para o outro com o braço estendido e cada um diz:

— Feliz ano novo para você.

(Levando a mão direita ao peito):

— Feliz ano novo para mim.

(Dirigindo-se para o auditório):

— Feliz ano novo para todos.

(Saem cantando um hino apropriado).






[1] MCA – Mulheres Cristã em Ação