sábado, 18 de março de 2017

Cronologia da Páscoa

Cronologia da Páscoa
(vários textos Bíblicos)

Olá, crianças hoje vamos aprender a Páscoa através da Palavra de Deus. O seu significado? Onde foi celebrado a primeira e segunda Páscoa? E o que elas simbolizam para nós hoje?

Hoje vou montar um quebra cabeça com 12 peças que vai formar uma figura em ordem cronológica e quero que você preste atenção porque vou fazer perguntas para saber se você aprendeu o que é a Páscoa!

A 1ª figura (mão amarradas↑) – (Êxodo 1:8-14) Representa o povo de Israel no cativeiro do Egito, por 430 anos (Êxodo 12:40) eles amargaram a vida com dura servidão, em barro, em tijolos, em trabalhos no campo e  sofriam com a tirania do reino do Egito.

A 2ª figura (Sarça ardente) – (Êxodo 3:1-15) Num certo dia estava Moisés, cuidando das ovelhas no deserto próximo do monte Horebe “conhecido como monte de Deus), Moisés viu algo e quando subiu encontrou uma sarça “tipo de planta” que estava em chamas mas não queimava. Naquele local Deus falou com Moisés – Disse-lhe Deus v.7 “…vi a aflição do meu povo, que está no Egito, e ouvi o seu clamor…” v.10 “Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito.”

Nossa 3ª figura (sangue nos umbrais) – (Êxodo 5:1-2) Quando Moisés foi ao rei do Egito “Faraó” e pediu que o seu povo fosse liberto, o Faraó endureceu o seu coração e não deixou o povo ir. Deus mostrou o seu poder enviando 10 praga (Êxodo 7:14 a 12:36), na última praga Deus institui a Páscoa por estatuto perpetuo 12:14. Através do sacrifício de um cordeiro perfeito e o seu sangue foi colocado nos umbrais das casas simbolizando uma aliança com Deus, a casa que tivesse essa marca não sofreria com a morte do filho primogênito.

Depois da decima praga Faraó reconheceu a derrota e deixou o os filhos de Israel irem embora do Egito.

Essa foi à primeira Páscoa a libertação dos filhos de Israel que viviam no Egito como escravos.

Durante muitos e muitos anos Israel celebrou a Páscoa, mas eles abandonaram a Deus e fizeram coisas eradas que não o agradava e se tornaram cativos novamente tanto do pecado que os afastava de Deus (Romanos 3:23) como de um outro reino tirano. Foi quando Deus enviou o Seu Filho primogênito para vim salvar a todos. (João 3:16)
A 4ª figura (cálice e pão) – Jesus celebrou a páscoa com seus discípulos que foi a última ceia que Jesus tomou com os discípulos e ensinou que o Pão era o seu Corpo e que o vinho o seu Sangue – Mateus 26:17-30; Marcos 14:12-26;Lucas 22:7-20.

A nossa 5ª figura (orando) – Jesus após celebrar a páscoa vai para monte das Oliveiras ora porque Ele iria passar por um momento muito difícil e duro – Mateus 26:36 a 46; Marcos 14:32-42;  Lucas 22:39-46

Nossa 6ª figura (mãos amaradas) – Jesus é preso e foi levado a presença de Caifás – Mateus 26:57

A 7ª figura (mão indicando) – Depois de ser julgado pelos principais sacerdotes, Jesus foi conduzido para a presença de Pilatos, que o castigou severamente e o condenou a morte – Mateus 27:11-26; Lucas 23:13-25

A 8ª figura (coroa de espinho) – Jesus é coroado rei com uma cora de Espinhos – Mateus 27:28-31; Marcos 15:16-20

Em nossa 9ª figura (cruz mão) – Jesus carregava a cruz, mas não estava suportando tanta crueldade e sofrimento, foi quando um homem chamado Simão, a quem o obrigaram a carregar a cruz de Jesus – Mateus 23:32; Marcos 15:21; Lucas 23:26

A 10ª figura (3 cruzes) – Jesus é levado para o lugar chamado Gólgoata, que significa Lugar da Caveira e o crucificaram entre dois ladrões, um dos ladrões pediu perdão e foi perdoado – Lucas 23:26-49

A 11ª figura (túmulo) – Jesus após morrer na cruz por nossos pecados, José de Arimatéia foi até Pilatos e pediu o corpo de Jesus para ser sepultado. Após Jesus o corpo de Jesus ser colocado no túmulo rolou uma grande pedra e lacraram o local e também colocaram soldados vigiando, mas no primeiro dia da semana Maria Madalena e outra Maria foram ver o túmulo e ao chegarem lá encontraram um anjo que disse: “…Não temas; porque sei que buscais Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui; ressuscitou…” (Mateus 28:5-6)

E nossa última figura – (Atos 1:1-11) Aleluia, Jesus está vivo e quando estavam reunidos com Ele lhe disse: v.8 “…recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra”

Essa é a verdadeira história da Páscoa, que fala do sacrifício de Jesus Cristo o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, e no Evangelho de João 1:12 “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome”.

Se você ainda não tem Jesus como Salvador e quiser fazer isso agora pode é só confessar os seus pecados e reconhecer como Senhor e Salvador pessoal.

Se tiver duvidas me procure no final e conversaremos (aproveite esse momento para apresentar o plano de Salvação com o Livro Sem Palavras e fazer aconselhamento)

No Amor de Cristo,
Marcelo Lieuthier





↓ ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ FIGURAS PARA DOWNLOAD ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ ↓ 


Um comentário:

  1. Como é bom ter notícias de que alguém que colocou em prática uma postagem do blog. Priscila é uma amiga que está na Palavra da Vida – NE e atua no MEBE (Ministério de Ensino Bíblico nas Escolas) como professora. Leiamos o que ela compartilhou comigo pela rede social WhatsApp…


    …achei:
    *Fiel às escrituras
    *Conta tim-tim por tim-tim a história dá verdadeira Páscoa
    * Os visuais correspondem a cada parte da história e também são atraentes
    * Muito inteligente pelo fato de formar no fim uma cruz

    Mesmo sendo 12 figuras e alguns detalhes inclusos em cada figura tornando um pouco mais demorado a aula de hoje do que de costume, as crianças prestaram atenção de maneira fascinante. Pela graça de Deus, além de um material excelente, Deus proporcionou um momento de quietude e interesse pelo que estava sendo exposto. A palavra de Deus foi semeada, não pude fazer o apelo, mas sei que Deus sabe aqueles em que a palavra brotará. Fico de coração grato por demais em fazer parte com irmãos mais experientes no serviço do Reino.

    ResponderExcluir