sábado, 24 de março de 2012

LIÇÃO OBJETIVA - PÁSCOA REAL

PÁSCOA REAL


Pr. Paulo Filho da S. Monteiro
As crianças (e adultos também) ficam fascinados quando chega a época Páscoa, devido aos apelos do marketing para o consumo de ovos de chocolate e colombas pascais, ironicamente chamadas de “a nova tradição da Páscoa”. O coelho aparece em toda parte e as escolas pintam as crianças de coelhinhos, fazem festas, ensinam músicas, etc., passando conceitos irreais e mentirosos para os pequeninos.
O que fazer numa época destas? É hora de aproveitar o momento e levar as crianças a terem uma consciência crítica e, acima de tudo, compreenderem o verdadeiro significado da Páscoa. Por isto, a Revista “O Evangelista de Crianças” traz neste número uma preciosa lição preparada para que você, nesta Páscoa, mostre aos seus filhos, aos seus sobrinhos, às crianças de sua vizinhança e de sua igreja, o que é a PÁSCOA REAL.

PREPARATIVOS (VISUAIS):

a) Faça letras em cartolina, de aproximadamente 8 cm de largura por 12 cm de altura, e as figuras correspondentes, conforme a lista:

P       PRISÃO
Á      ALEGRIA
S       SEPULTURA
C       CORDEIRO
O      OBEDIÊNCIA
A      ANJO

R       RESSURREIÇÃO
E       EXPERIÊNCIA
A      AMOR
L       LIBERDADE

b) Coloque a ponta de uma fita na parte inferior de cada letra, e na ourtra ponta ponha figura correspondente.
c) Varie o comprimento de cada fita para dar um efeito melhor ao acróstico no flanelógrafo.
d) Coloque papel acamurçado atrás de cada letra e figura.
e) Marque de antemão com alfinetes a posição de cada letra no flanelógrafo.
f) A colocação das letras será feita no decorrer da lição e na ordem indicada no texto.


Observação:
Se desejar, amplie os desenhos e conte a história em forma de cartazes. Ou então, prepare os cartazes das letras e das figuras, deixando as letras com uma criança maior e as figuras com uma criança bem pequena.
À medida que você vai transmitindo a lição, as crianças vão se posicionando diante de toda a igreja. Ensaie bem antes e marque no chão o local onde cada criança deverá se posicionar.

Versículo para memorizar:
“Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado.” (1 Coríntios 5.7b)

Cântico especial:
Para ser cantado pelas crianças no final da apresentação da mensagem.
Mensagem verdadeira Cânticos de Salvação para Crianças, da APEC  Vol. 3  nº. 92.

Lição:

1. PRISÃO:
A verdadeira história da Páscoa está na Bíblia, a Palavra de Deus. O Livro de Deus mostra como os israelitas viviam numa verdadeira PRISÃO, como escravos, no Egito, até o dia em que os hebreus saíram do Egito, passou a ser comemorado a cada ano. Este é o significado da Páscoa.
Jesus, o Filho de Deus, disse certa vez: “Em verdade, em verdade vos digo: todo o que comete pecado é escravo do pecado… Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” (João 8.34,36). Este é um outro tipo de PRISÃO, no qual todos se encontram por causa do pecado, uma vez que todos pecaram e “estão debaixo do pecado; como está escrito: Não há justo, nem um sequer” (Rm. 3.9,10).

2. AMOR:
Deus libertou o povo hebreu do Egito porque tinha uma aliança com este povo. O AMOR de Deus para com aqueles que viviam como escravos sempre foi muito real. Ele cumpriria Sua promessa de cuidar deles e de abençoá-los. A saída deles do Egito foi uma grande prova de AMOR de Deus.
Da mesma maneira, Deus quer libertar todos os que estão presos na escravidão do pecado, por isso Ele enviou o Seu Filho Jesus ao mundo. A Palavra de Deus diz: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16).

3. CORDEIRO:
A maneira como Deus libertou os israelitas da escravidão do Egito foi maravilhosa. No dia da Páscoa, aconteceu uma grande tragédia. Foram mortos todos os filhos primogênitos de cada família que vivia no Egito. Outras tragédias já haviam acontecido antes, mostrando o grande poder de Deus, para converter o Faraó a libertar o povo de Israel. Agora, o Faraó não pôde resistir. Ele viu que nas casas dos hebreus nada havia acontecido, pois cada família tinha sacrificado um CORDEIRO e colocado o sangue por cima das portas de suas casas. Este sangue de um CORDEIRO inocente livrou os hebreus do castigo da morte, eles então puderam sair.
Jesus Cristo, o Filho de Deus, quando começou o seu trabalho para a salvação dos pecadores, foi apontado pelo profeta João Batista com as seguintes palavras: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1.29).

4. OBEDIÊNCIA:
A saída dos hebreus da prisão no Egito foi possível por causa da sua OBEDIÊNCIA à palavra de Deus, aplicando sangue de cordeiro nos batentes das portas, como um sinal para que o Anjo do Senhor, que traria a morte a todos os primogênitos do Egito, não entrasse em suas casas. Eles agiram exatamente como Deus ordenara.
Jesus também foi o exemplo perfeito de OBEDIÊNCIA, pois sendo Ele Deus, “a Si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a Si mesmo se humilhou, tornando-se OBEDIÊNTE até à morte e morte de cruz. (Fp. 2.7,8). Antes de Jesus morrer na cruz, Ele passou por momentos muito difíceis no Jardim do Getsêmani, orando ao Pai em verdadeira agonia, mas pronto para OBEDECER ao Pai, dizendo: “…não se faça a Minha vontade, e sim a Tua.” (Lc. 22.42)

5. SEPULTURA:
Na noite em que o Senhor feriu todos os primogênitos na terra do  Egito, “e fez-se grande clamor no Egito, pois não havia casa em que não houvesse morto.” (Ex. 12.29,30). Era a morte, a SEPULTURA, a tristeza e a dor.
Jesus também, foi até a morte de cruz Ele foi crucificado. Seu corpo foi colocado numa SEPULTURA. Jesus efetivamente experimentou a morte. A Bíblia diz que “o salário do pecado é a morte” (Rm. 6.23) e, “a alma que pecar, essa morrerá.” (Ez. 18.4).
No dia da saída dos hebreus, estes não tiveram a dor da morte em suas casas por causa do sangue de um Cordeiro na porta. Jesus, o Cordeiro de Deus, experimentou a morte em lugar de todo o que nEle crê. Em Jesus há vida e vida eterna para todo aquele que nEle confia. Ele pagou o preço (o salário) pelo pecado, com sua morte e SEPULTURA.

6. ANJOS:
No Egito, um ANJO anunciou a morte aos primogênitos. Em Jerusalém, o ANJO anunciou vida. No primeiro dia da semana, três dias depois da morte de Jesus, algumas mulheres foram ao sepulcro, muito preocupadas em como removeriam a grande pedra da entrada do túmulo. Só que “houve um grande terremoto; porque um ANJO do Senhor desceu do céu, chegou-se, removeu a pedra e assentou-se sobre ela. O seu aspecto era como um relâmpago, e a sua veste, alva como a neve. E os guardas tremeram espavoridos e ficaram como se estivessem mortos. Mas o ANJO, dirigindo-se às mulheres, disse: Não temais; porque sei que buscais Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito. Vinde ver onde ele jazia. Ide, pois, depressa e dizei aos seus discípulos que ele ressuscitou dos mortos… E, retirando-se elas apressadamente do sepulcro, tomadas de medo e grande alegria, correram a anunciá-Lo aos discípulos.” (Mateus 28.1-8)

7. RESSURREIÇÃO:
Os escravos hebreus agora estavam livres para começar uma nova vida. Inclusive eles passaram a contar os anos a partir deste extraordinário acontecimento. Tudo agora era novidade e eles partiram para uma linda terra prometida por Deus. Jesus Cristo, o Filho de Deus, depois de morrer na cruz e ser colocado na sepultura, RESSUSCITOU triunfantemente! Isto é fantástico. O Senhor Jesus não ficou morto na sepultura. Ele ressuscitou.
A Páscoa é isto: no passado, os hebreus libertados da escravidão do Egito. No presente, os que crêem em Jesus Cristo libertados da escravidão do pecado e salvos eternamente. Como isto pode acontecer? Veja o que diz a Palavra de Deus: “A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos. Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o RESSUSCITOU dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.” (Rm. 10.8-10)

8. ALEGRIA:
Quem poderá imaginar a ALEGRIA daqueles pobres escravos hebreus saindo para uma nova terra? Assim também há uma ALEGRIA muito grande no coração daquele que têm os seus pecados tirados pelo sacrifício de Jesus na cruz. Você sabia que há uma grande ALEGRIA no céu quando um pecador se arrepende? (Lc. 15.7)
Páscoa é momento de festejar com ALEGRIA, tudo o que Jesus fez em favor do pecador, por causa do grande amor de Deus.
Não é a alegria de ovos de chocolate, mas trata-se de uma alegria muito maior. A de saber que você, que já recebeu a Cristo como Seu Senhor e Salvador, tem o seu nome escrito lá nos céus (Lc 10.20)

9. EXPERIÊNCIA:
Bem, nestes dias de Páscoa, acho até interessante experimentar ovos de chocolate, porque eu gosto de chocolate. Agora, esta de coelho botando ovos, não dá para aceitar. Isto não existe. Nunca um coelho terá esta EXPERIÊNCIA de botar ovos.
Sabe, tem muita gente que até sabe a Páscoa verdadeira significa a libertação de Deus. No passado, para o israelita da escravidão do Egito. Agora, para o pecador, da escravidão do pecado. O problema não é saber. O problema é ter a EXPERIÊNCIA.
·                    Você já tem a EXPERIÊNCIA de ter os seus pecados perdoados?
·                    Você já se arrependeu de todos os seus pecados?
·                    Você já confiou em Cristo, crendo nEle?
·                    Você pode dizer que agora tem Jesus em Seu coração e por isto é uma nova pessoa?
·                    Você tem a certeza que estará para sempre com Jesus, que disse: “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.” (João 14.2,3)

10. LIBERDADE:
“…todo o que comete pecado é escravo do pecado… Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. (Jo. 8.34,36). Sim, “Para a LIBERDADE foi que Cristo nos libertou.”. Que maravilha saber que nenhuma condenação existe para aqueles que confiam em Jesus e que O recebem como seu Salvador e Senhor. Jesus é o que “Veio para o que era seu, e os seus não O receberam. Mas, a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome.” (João 1.11,12). Receba Jesus agora, e conheça a libertação dos seus pecados pelo sangue que Ele derramou na cruz. Experimente a LIBERDADE de ser feito um filho de Deus, pela fé em Cristo. Este é o REAL significado da PÁSCOA.


Pr. Paulo Filho da S. Monteiro é missionário dedicado à Área de Literatura da APEC.
O Evangelista de Criança Janeiro/Março 2007.


POWERPOINT - Marcelo Lieuthier
Link powerpoint versão 97-2003
========================================================================================
http://www.slideshare.net/MarceloLieuthier/pscoa-real
Link powerpoint versão 2007-2010



Nenhum comentário:

Postar um comentário